Tudo sobre parto

0

Saber tudo sobre parto é algo direcionado às mães e pais de primeira viagem que desconhecem sobre os tipos de partos, e outras informações gerais inseridas neste meio que podem ser um pouco confusas no começo. Com as devidas explicações, será possível entender mais sobre este mundo incrível e belo que é ser mãe.

O que é o parto?

O parto é o momento de chegada do bebê, ou seja, quando o corpo da mãe começa a se preparar para o momento gradual. Será o momento do nascimento do pequeno tão aguardado pelas mamães, algo que as deixa ansiosas desde o momento da descoberta de gravidez até a hora final de ter a oportunidade de pegá-lo nos braços e o conhecer. Ter aquele primeiro e tão especial contato entre mãe e filho.

Tudo sobre parto (3)
Fonte/Reprodução: original

Os partos ocorrem a todo momento no Brasil e no mundo, e o próprio corpo da mulher dará sinais de quando irá dar a luz, seja por contrações ritmadas ou pelo fato da bolsa ter estourado. A mulher será “avisada” pelo próprio bebê que quer nascer, que chegou seu momento de vir ao mundo e ficar junto de sua mamãe.

Quais os tipos de parto?

Os partos possuem tipos diferentes, o principal e mais conhecido método é o parto normal (sem intervenções), e claro, o parto cesariana que consiste em uma cirurgia pequena para a retirada do bebê.

Esses tipos de partos são frequentemente realizados em maternidades ou casas de parto, onde a mãe se sente mais segura e poderá aguardar a chegada de seu bebê o mais confortável possível.

Como saber se é chegada a hora do parto?

O primeiro sintoma é mais comum que muitas mulheres sentem e pode ser indício do parto, o aumento das contrações. Essas contrações são conhecidas como treinamento, e estão normalmente ligadas com as movimentações realizadas por seu bebê.

Em um período normal da gestação, por volta da trigésima semana, é possível sentir as contrações, que podem durar de 20 a 30 segundos. No entanto, os sintomas aumentam na reta final e as contrações ficam mais fortes e intensas, mamães, preparem-se!

Pressão pélvica

Muitas pessoas já ouviram e disseram que a barriga da gestante diminui um pouco durante a fase final, e ocorre por conta que o bebê se move para baixo e fica encaixado na bacia. As futuras mamães sentem este movimento como se fosse uma pressão na pélvis, e significa apenas que o seu bebezinho se dirigiu ao estreito superior da pélvis e acaba por pressionar o osso da púbis.

Inchaço nas áreas inferiores

Muitas mamães ficam inchadas no início da gravidez e outras somente sentem o inchaço corporal na reta final, especificamente nas mãos, pernas e pés. Existe uma compressão causada pelo crescimento de seu bebê, e por conta disso, os vasos sanguíneos são comprimidos e toda a circulação fica “apertada”.

As mães se sentem mais cansadas, com dores na lombar, fadiga e insônia na maior parte das vezes, porém, os sintomas são normais e fazem parte dos momentos finais de sua gravidez.

Secreção vaginal em abundância

A partir do momento em que a mamãe perde o tampão mucoso, as secreções vaginais aumentam e se tornam mais intensas. Em algumas vezes será possível observar não somente secreções vaginais, mas mucosa e um pouco de sangue que saíram e mancharam sua calcinha.

Caso o tampão mucoso saia e venha acompanhado de fortes contrações ritmadas, chegou a hora de pegar suas bolsas e se dirigir ao hospital porque pode estar no momento de seu bebê nascer.

O que é o parto normal?

Para saber tudo sobre parto, é importante saber que o parto natural é quando um bebê sai naturalmente de dentro de sua mãe, ou seja, ele passa pelo canal vaginal e sai. Este momento é marcado pela falta de intervenção cirúrgica na mamãe, pois o bebezinho vem ao mundo da forma que a natureza previu.

Tudo sobre parto (2)
Fonte/Reprodução: original

No Brasil, infelizmente, o percentual de partos normais é inferior se comparado com uma cesariana. Nos hospitais públicos, somente 48% das gestantes dão à luz pelo método normal, e apenas 12% na rede particular.

O que causa mais dor no parto normal?

O que causa mais dor nas mamães é o fato de ocorrer a dilatação, que seria de 4 centímetros em diante, visto que as contratações ocorrerão a cada cinco minutos ou menos, e terão duração aproximadamente de 40 a 60 segundos. Neste caso, o útero se dilata entre 1 a 2 centímetros a cada hora, e a fase ativa poderá durar entre 6 a 12 horas, quando chega finalmente aos 10 centímetros de dilatação.

Outro momento em que mais causa dor nas mães, é a hora da expulsão, que é o momento de fazer o bebê nascer, que somente ocorre quando o colo do útero estiver 100% dilatado (10 centímetros), com contrações mais fortes que podem durar um minuto.

É possível ter um parto normal sem sentir dor?

Outra pergunta para saber tudo sobre parto: sim, é completamente possível ter um parto normal sem sentir qualquer dor. O médico anestesista fará a aplicação da anestesia de duplo-bloqueio, que é especificamente uma ráqui com peridural. Ela permitirá a você, futura mamãe, se livrar das dores de contração e curtir o momento ao lado do marido e família até o seu pequeno decidir nascer.

O que é o parto humanizado?

Muito se fala sobre o parto humanizado, porém não é sobre o fato de estar em casa ou outro ambiente, é o caso de receber um tratamento digno no dia mais especial de sua vida. A humanização é ser tratada com carinho, respeito e muito amor e cuidado por toda a equipe médica, pela família, marido e amigos.

Saber tudo sobre parto, é entender que o parto humanizado tem relação com assistências dadas feitas pelas equipes de maternidades. O momento do nascimento é o mais belo e o mais importante para as mamães, e deve ser lembrado como a melhor experiência da vida.

Como e onde é realizado o parto humanizado?

Para saber tudo sobre parto, é importante compreender que o humanizado é feito em casas de parto e maternidades, através de parto normal ou uma cesariana, que pode sim ser totalmente humanizada para trazer conforto às mamães neste momento.

O local para ocorrer o parto humanizado pode variar desde o seu lar desde que tenha uma assistência médica que cuida muito bem de você, do seu bebê e de tudo o que for necessário para aquele momento ser inesquecível.

O que é o parto cirúrgico ou cesárea?

A cesariana é uma intervenção cirúrgica na região do abdômen, causada por alguns motivos que impediram o nascimento do bebê por via vaginal, que variam desde a modificação de sua posição, falta de dilatação ou quando o parto normal se mostra de risco às mães.

IST’s

Outro motivo para ser necessário realizar uma cesariana, seria pelo fato da gestante possuir alguma infecção sexualmente transmissível (IST’s), no caso de Herpes genital ou o HPV, o bebê pode ser contaminado, e para evitar este risco, existe a necessidade de realizar uma cesárea.

Se a mamãe tiver tratado deste problema durante a gestação, poderá sim ter o seu bebê através do parto normal e totalmente em segurança, sem correr nenhum risco que ameace sua saúde.

Vantagens e desvantagens do parto cesárea

A cesárea será vantajosa se houver grande necessidade de a mãe passar pela cirurgia para proteger tanto você quanto o seu bebê, de qualquer risco que atrapalhe a saúde de ambos.

Realizar uma cesariana é algo complexo, pois a recuperação dessa gestante é mais demorada, além de haver chance de contrair alguma infecção. A cicatriz que fica pode incomodar e gerar dor, e caso tenha feito mais de uma cesárea correrá o risco de uma ruptura uterina.

Qual o tempo do resguardo da cesárea?

Cerca de 15 dias após a cesárea será possível que a mamãe retorne às suas atividades diárias, mas sem abusar muito porque deve sempre se cuidar.

Para saber tudo sobre parto, é preciso entender que o tempo de resguardo da cesária é de cinco dias iniciais, e não é possível fazer absolutamente nada. É importante que a mãe realmente descanse e retome sua rotina gradualmente.

Quantas cesáreas o corpo da mulher pode suportar?

De acordo com médicos e especialistas em obstetrícia, é recomendável que as mães passem por apenas duas cesáreas, pois serão suficientes para mantê-las seguras. Se houver uma terceira, haverá um risco maior.

O tecido uterino se afina e se torna frágil, e por mais que fosse o comum ter parto normal, os médicos mencionam ser contraindicado e a solução deste problema seria a de realizar uma nova cesárea, que será observada pelo médico obstetra.

O que é o parto prematuro?

O parto prematuro ocorre quando a gestação não ultrapassa as 37 semanas, e o bebê acaba por nascer antes do tempo previsto por médicos. Este é conhecido como prematuridade tardia, que seria o nascimento de bebês entre 34 a 37 semanas.

Saber tudo sobre parto é conhecer sobre este fator e conhecer um pouco mais com relação ao mundo dos prematuros, que é um grupo com crescimento elevado nos últimos anos no Brasil e traz preocupações aos profissionais de hospitais públicos.

Quais cuidados para evitar o parto prematuro?

Um dos problemas que acarretam parto prematuro seria o álcool, e seus efeitos podem ser prejudiciais ao bebê. É necessário evitar ingerir qualquer quantidade de álcool, mesmo que seja a de um chocolate com licor.

Faça a prática de exercícios físicos, que auxiliarão não somente a sua saúde, mas a do neném igualmente. Se exercitar fará com que a sua musculatura fique muito mais forte e resistente, porém é preciso que o seu médico faça a recomendação dos exercícios para você, futura mamãe.

Vitamina B12

Esta é uma das vitaminas mais importantes ao corpo humano, e pode ser encontrada em carnes magras, laticínios, cereais e nos ovos. Este nutriente em especial ajudará a desenvolver o sistema nervoso e glóbulos vermelhos de seu bebê.

Confira a caderneta de vacinação

Se vacinar é realmente necessário para manter a sua saúde em ordem e sua imunização protegida. Será possível se vacinar com a antitetânica e difteria que exigem uma dose de reforço no período de gestação, porém é imprescindível conversar com seu médico.

Ácido Fólico

Esta vitamina se tornou ideal na proteção dos bebês contra malformações e outros danos em seu sistema nervoso, além de prevenir o parto prematuro do pequeno. É importante ingerir a vitamina antes da gestação, e durante deve-se aumentar a dose para algo em torno de 400 microgramas.

A gestação das mamães deve ser cuidada desde o início para fazê-las se sentirem menos preocupadas e mais seguras com a chegada do bebê. Este cuidado diz muito para elas, principalmente quando se há uma companhia especial por perto que quer bem tanto ela quanto o bebê.

Tudo sobre parto pode ser complexo no começo, porém toda a mãe compreenderá gradualmente o que cada termo quer dizer, e saberá se posicionar quando chegar o momento certo para isto.

Deixe uma resposta