Tenho ovário policístico e quero engravidar rápido: é possível?

0

A Síndrome do Ovário Policístico, SOP como é conhecida, é muito mais comum do que se imagina. Ela está relacionada com as alterações hormonais que aumentam o tamanho dos ovários, que ocorre quando o principal hormônio masculino, a testosterona aumenta sua produção no corpo feminino.

Muitas mulheres tentantes que não conseguem engravidar se deparam com esse diagnóstico, mas saiba que tem tratamento e você pode sim chegar ao tão esperado teste positivo. Neste post, tiraremos suas dúvidas sobre engravidar com SOP.

O que é a Síndrome do Ovário Policístico?

A síndrome do ovário policístico (SOP), consiste em pequenas bolsas cheias de líquidos, que são formados, na sua maioria, decorrente dos folículos ovarianos. Estes cistos modificam o tamanho do ovário, o que dificulta a formação de novos óvulos e a reprodutividade da mulher.

Quais são os sintomas de Ovários Policísticos?

Mulheres que possuem a síndrome de ovário policístico apresentam algumas características comuns, que podem até servir de base para outras que não chegaram a um diagnóstico.

Quais são os sintomas de Ovários Policísticos
Fonte/Reprodução: original

Ter relatos em sua família de mulheres que possuem a síndrome, como tias, irmãs, mãe, pode sim ser um fator a ser considerado, mas não primordialmente, pois a SOP não é um problema relacionado a fatores genéticos de forma direta.

Sobrepeso; ciclo menstrual com alterações de regularidade, presença de muitas espinhas, cravos e pele com grande oleosidade, são sintomas de grande alerta para a procura de um médico para fechar um diagnóstico, e assim, posteriormente, iniciar um tratamento que irá atender melhor aos problemas que se apresenta.

Quais exames diagnosticam a Síndrome do Ovário Policístico?

Os exames indicados para diagnosticar a SOP são:

  • O teste físico;
  • o exame de imagem;
  • o exame hormonal (para avaliar os níveis de hormônios no sangue e também de insulina, pois muitas pacientes apresentam
  • quadros de hiperinsulinemia, que é o excesso de insulina no sangue).

O exame de ultrassonografia transvaginal é o principal exame de imagem utilizado nesses casos se a paciente não for mais virgem.

Quem tem ovário policístico pode engravidar naturalmente?

A gravidez natural pode ser afetada negativamente, pois todo o sistema reprodutivo estará com grandes alterações. A SOP não tem cura, o tratamento realizado tem como objetivo reduzir seus sintomas, mas no decorrer do tratamento pode sim ocorrer a gravidez.

Para ajudar nessa melhora da fertilidade, a mulher pode fazer uso de anticoncepcionais, com o objetivo de ajudar na regulação do ciclo reprodutivo, pois eles possuem formas artificiais de estrogênio e progesterona, que são hormônios femininos que ficam defasados em mulheres com a síndrome de ovário policístico. Assim essa regulação de hormônios, pode ser uma grande facilitadora da gravidez.

Quem tem ovário policístico pode engravidar naturalmente
Fonte/Reprodução: original

A mulher com SOP também pode recorrer ao uso de um medicamento chamado clomifeno, ele tem o objetivo de estimular a ovulação, o que faz aumentar o número de óvulos e assim ajuda na criação de um período fértil regular.

Mas, sem um resultado positivo após uso do clomifeno, a mesma pode recorrer ao uso de injeção de hormônios.

Qual o melhor tratamento para engravidar com síndrome do ovário policístico?

A mulher que apresenta a síndrome de ovário policístico pode recorrer à indução da ovulação, que é o coito programado, uma técnica que consiste na utilização de algumas medicações no início do ciclo menstrual, onde ela recebe uma dose de hCG, hormônio responsável pela estimulação da ovulação.

Ao seguir esse tratamento, a vida sexual precisa estar ativa para aumentar sua chance de gravidez durante esse período de tempo determinado. Se continuar a não engravidar, um dos últimos recursos é o uso da fertilização In Vitro, técnica que consiste em retirar um óvulo da mulher que se juntará com um espermatozoide.

Tudo isso é feito em laboratório, para gerar um embrião que posteriormente será colocado no útero da mulher. Este é um dos melhores tratamentos para mulheres que querem engravidar e não consegue de forma natural, mas seu custo é alto e têm muitos fatores que podem melhorar sua taxa de sucesso, como a idade da mulher, qualidade do óvulo e espermatozoide, entre outros.

Para diagnosticar a SOP, é necessário o acompanhamento por um médico ginecologista, nenhum medicamento ou tratamento deve ser feito sem a supervisão dele.

A infertilidade atinge mais ou menos 40% das mulheres que têm SOP, por ser tão comum, existe tratamento e possibilidades de gravidez, mesmo após o diagnóstico. Se você apresenta qualquer sintoma relatado aqui, não entre em desespero, procure um médico para realizar todos os exames necessários e iniciar o tratamento o quanto antes.

Deixe uma resposta