Qual a janela imunológica do bebê?

0

A janela imunológica do bebê é um momento muito importante no início da vida alimentar dos pequenos, pois é nesse período que ele está mais suscetível a desenvolver defesas no sistema imune. Saber introduzir os alimentos certos, na hora correta, na rotina alimentar das crianças pode ser fundamental para que elas não sofram com problemas de alergias quando forem maiores.

Mas, não é todo mundo que entende o que é a janela imunológica do bebê e nem como usá-la adequadamente para que a criança tenha uma boa relação com os alimentos alergênicos e desenvolva defesas.

Este artigo busca, justamente, ajudar essas pessoas, pois a ideia é fornecer as principais informações para que a mamãe e o papai possam conhecer a janela imunológica do bebê e usá-la de maneira adequada. Continue a leitura e saiba mais.

O que é uma janela Imunológica do bebê?

Entende-se como janela imunológica do bebê um determinado período de tempo onde o sistema imunológico da criança de poucos meses está mais apto a ter contato com os alimentos alergênicos.

Dessa forma, esse espaço de tempo é perfeito para introduzir algumas comidas que têm grandes chances de causarem alergias, pois é quando o bebê mais tem recursos para desenvolver defesas.

O que é uma janela Imunológica do bebê
Fonte/Reprodução: original

De acordo com estudos realizados por pesquisadores, a janela imunológica do bebê acontece entre o sexto e o nono mês de vida. Esse recorte temporal é o momento mais adequado para começar a inserir alimentos diversificados na dieta do pequeno, inclusive a comida considerada alergênica.

É importante pontuar que não é muito recomendado demorar para fazer essa mudança alimentar. Depois dos nove meses, a janela imunológica do bebê começa a fechar e a oportunidade de melhorar as defesas do sistema imune diminui consideravelmente.

Depois de um ano de vida, esse potencial diminui ainda mais e a criança tem mais riscos de ter alergias alimentares.

Como deve ser o início da alimentação do bebê

Ao pensar além da janela imunológica do bebê, a recomendação alimentar para a criança pequena, estabelecida pela OMS, é que ela seja alimentada apenas com o leite materno nos seis primeiros meses de vida. Depois disso, o organismo em formação precisa ter contato com outros nutrientes além dos que são oferecidos no leite materno.

É nesse momento que a diversidade da dieta deve começar a aumentar. Proteínas de origem animal e vegetal (carne suína, bovina, peixe e frango; feijão, lentilha e ervilha), carboidratos como arroz, cuscuz, batata e macarrão, legumes (berinjela, vagem, abóbora), verduras (espinafre) e frutas da estação são bons exemplos do que pode ser usado nesse contexto.

Ao se pensar na janela imunológica do bebê, é importante também inserir os alimentos alergênicos, para que assim o organismo da criança desenvolva suas defesas e consiga identificar quais são os nutrientes nocivos e os que não são.

Quais são os principais alimentos alergênicos?

Os principais alimentos alergênicos que devem ser inseridos na janela imunológica do bebê são: ovo, peixe (e outros frutos do mar), trigo (e alimentos com glúten) e oleaginosas, como o amendoim, por exemplo.

Quais são os principais alimentos alergênicos
Fonte/Reprodução: original

Essas comidas devem ser oferecidas ao bebê, e a mamãe e o papai devem prestar atenção à resposta do organismo do pequeno. Coisas como vômitos, diarreia, erupções na pele, coceira e inchaço são sinais de alerta, pois se essas coisas acontecerem, o alimento que causou isso não pode ser mais oferecido. Na dúvida, procure o pediatra de sua confiança.

Se esses problemas não forem observados, então os alimentos alergênicos podem continuar presentes na dieta do bebê. É recomendado, inclusive, que esses produtos sejam oferecidos mais de uma vez na janela imunológica do bebê, pois assim é possível melhorar as chances dele criar as suas defesas.

Um bebê pode comer ovo?

Pode. Não existe problema em um bebê comer ovo, e esse alimento deve, inclusive, ser apresentado na janela imunológica do bebê, já que se trata de um alergênico.

Quantas vezes por semana o bebê pode comer ovo?

O mais recomendado é oferecer pelo menos um ovo inteiro por semana para o bebê. Em casos de dúvidas sobre isso e sobre a alimentação do pequeno como um todo, além do pediatra, um nutricionista materno infantil pode e deve ser consultado, pois esses profissionais conseguem entender a realidade específica de seu filho e pensar sua dieta adequadamente.

Deixe uma resposta