Quais são os tipos de gravidez

0

A gravidez é algo muito importante e tem um grande impacto na vida de uma mulher, mas uma coisa é certa, existem vários tipos de gravidez, e cada uma é diferente da outra, cada mulher tem sua própria experiência. Até a mesma mulher que já teve seu primeiro filho, pode ter uma segunda gravidez completamente diferente da primeira.

O que é uma gravidez?

Uma gravidez é quando ocorre a fecundação do óvulo pelo espermatozoide, no útero, gerando a vida de um novo ser. Esse evento transforma a vida da mulher, de seu parceiro e todos à sua volta, e com o passar das semanas, o corpo da futura mamãe vai mudando lentamente, se preparando para o dia do parto e para a maternidade.

Como funciona a gravidez?

Depois que acontece a fecundação do óvulo pelo espermatozoide, se inicia a gestação, que dura em média 40 semanas. O feto vai se desenvolvendo no interior do útero da mulher e conforme as semanas vão passando, o corpo da futura mamãe vai sofrendo alterações, até o tão aguardado dia do parto.

Quais são os tipos de gravidez?

Como já foi dito, existem vários tipos de gravidez, por isso é muito importante que a mulher tenha o acompanhamento de seu médico, para identificar o mais rápido possível o tipo de gravidez, e quais cuidados devem ser tomados.

Quais são os tipos de gravidez (2)
Fonte/Reprodução: original

Os médicos costumam dizer que existem 3 tipos de gravidez, cada uma com seus subtipos, e em alguns casos podem apresentar uma gravidez de alto risco, necessário a interrupção da gestação. Vamos entender um pouco mais sobre isso!

Gravidez intrauterina

Se é para falar dos tipos de gravidez, primeiramente devo citar a mais comum, que é quando o óvulo já fertilizado é implantado no útero de forma correta, e se desenvolve naturalmente, sem nenhum problema.

A gravidez intrauterina dura cerca de 40 a 42 semanas, e é o tipo de gravidez que a maioria das mulheres vivem. Depois que o óvulo é implantado, a placenta começa a se desenvolver, e com o cordão umbilical o feto recebe os nutrientes para crescer de forma saudável.

Mas como já foi dito, toda gravidez é diferente uma da outra, e dependendo de alguns fatores que podem alterar a saúde da mulher durante a gravidez, pode-se dividir em uma gestação de baixo risco ou alto risco.

Baixo risco

É uma gravidez controlada, em mulheres com uma boa saúde, que acontece entre os 19 a 35 anos, e não tem problemas ou doenças que possam afetar a saúde do bebê ou da gestante.

Alto risco

É uma gravidez que não é controlada, e ocorre de forma precoce em mulheres com menos de 18 anos ou de forma tardia, em mulheres com mais de 35 anos. É um dos tipos de gravidez que acontece quando a mulher sofre de algum problema, como alguma infecção ou doenças como diabetes, doença cardíaca, ou pielonefrite por exemplo.

Uma gravidez de alto risco pode sim ter sucesso e não ser prejudicial à saúde da mãe e do feto, mas é muito importante que tenha um acompanhamento médico em toda a gestação.

Agora imagina você descobrir que está grávida e receber a notícia do médico que não tem apenas um bebê na sua barriga, e sim dois ou até mais, nesse caso existem duas classificações:

Gêmeos dizigóticos

É quando cada zigoto fica com uma placenta diferente e um saco amniótico cada. Ou seja, uma gravidez com duas placentas e dois sacos amnióticos.

Gêmeos monozigóticos

É quando o feto é dividido mas a placenta não, ou seja, dois fetos que se desenvolvem na mesma placenta. É o caso dos gêmeos idênticos.

Gravidez ectópica

Esse é um dos tipos de gravidez mais complicados, pois ocorre quando o embrião é implantado fora do útero, podendo prejudicar a saúde da gestante e infelizmente não dá nenhuma chance do feto sobreviver, normalmente essa gravidez não passa do primeiro trimestre.

Pode acontecer um aborto espontâneo, mas caso isso não ocorra o médico indica uma interrupção cirúrgica ou com o uso de medicamentos, para salvar a vida da mulher. Existem alguns tipos de gravidez ectópica, que são:

Tubária

O embrião fica implantado nas trompas de falópio e acaba gerando uma inflamação e obstrução tubária.

Istmo

O embrião se implanta no istmo, que fica no final das tubas uterinas.

Ovariana

O embrião fica implantado no ovário e é normalmente confundido com um cisto.

Cervical

A implantação acontece no colo do útero.

Gravidez molar

Esse é um dos tipos de gravidez que acontece quando o óvulo foi fecundado de forma anormal. A placenta começa a crescer de forma desproporcional e se transforma em um monte de cistos que recebem o nome de mola hidatiforme.

Quando isso ocorre, o feto não consegue se desenvolver e acaba não sobrevivendo, por isso é importante que a gravidez seja interrompida assim que for descoberto que ela é molar. Esse tipo de gravidez se divide em duas classificações:

Total

É quando tanto o embrião quanto o tecido da placenta não apresentam sinais de normalidade, e os cromossomos pertencem apenas ao pai, sendo que o normal é que metade pertença ao pai e a outra metade pertença a mãe.

Parcial

Nesse caso a placenta pode estar aparentemente normal, mas o embrião se desenvolve de forma anormal. Enquanto a metade dos cromossomos vem da mãe, a parte que seria do pai não fica na quantidade correta.

Quando ir ao médico consultar sobre minha gravidez?

O médico deve ser consultado imediatamente quando você descobrir a gravidez, é importante que tenha um acompanhamento, para te passar exames e avaliar o seu tipo de gravidez.

Quando ir ao médico consultar sobre minha gravidez
Fonte/Reprodução: original

Para ter uma gravidez saudável e se proteger dos riscos, o médico deve te acompanhar até o dia do parto, ele poderá identificar possíveis alterações, e saber quais medidas devem ser tomadas para proteger a sua saúde e a do feto.

Deixe uma resposta