Exames para investigar a infertilidade feminina

0

Lidar com a infertilidade feminina não é uma missão fácil. Além de abalar fisicamente, essa é uma questão que mexe muito com o psicológico não só da mulher, mas também do casal. Por conta da infertilidade feminina, diversos casais não aguentam a pressão e acabam se separando. Então para auxiliar você a enfrentá-la, trouxemos um guia sobre a infertilidade feminina que vai te ajudar.

A infertilidade feminina

A infertilidade feminina deve começar a ser considerada após 1 ano de tentativas sem sucesso. É claro que não deve ser utilizado nenhum método contraceptivo nesse período.

A infertilidade feminina
O que é a infertilidade.
Fonte/Reprodução: original.

Apesar de muitas vezes ser considerada o problema, na verdade a infertilidade feminina é considerada o sintoma de diversos problemas de saúde.

Sintomas que podem estar associados a infertilidade feminina

Além do principal, que é a dificuldade de engravidar, alguns sintomas podem ajudar a mulher a perceber que tem algo errado. Por exemplo, sinais da infertilidade feminina podem ser:

  • Distúrbios hormonais;
  • Irregularidade menstrual;
  • Sangramento intenso durante a menstruação;
  • Cólicas fortes;
  • Dor na relação sexual;
  • Escapes.

Mas é importante lembrar que em todo caso de dificuldade de gravidez, o casal deve ser investigado.

O que pode gerar a infertilidade feminina?

Diversos fatores podem causar a infertilidade feminina, como por exemplo:

Inflamação das trompas

Esse tipo de inflamação se chama salpingite. A trompa pode ser obstruída por conta dessa inflamação, impedindo que o óvulo e espermatozoide se encontrem.

Alterações uterinas

O útero pode sofrer com alterações e até mesmo seu formato e posicionamento podem dificultar a gravidez.

Infecções no aparelho reprodutor

A mulher pode sofrer com diversos tipos de inflamação, causadas por bactérias, vírus e até mesmo fungos que causam irritação. Dessa forma, o aparelho reprodutor pode acabar não funcionando corretamente e dificultando na hora de engravidar.

Doenças que podem causar infertilidade feminina

A infertilidade também pode ser causada por doenças, principalmente ligadas ao aparelho reprodutor e até mesmo hormonais. Conheça algumas doenças que podem causar dificuldade de engravidar:

Endometriose

A endometriose é uma das causas mais comuns da dificuldade de engravidar. Nesse caso, o endométrio pode crescer de forma abundante na parede uterina e até mesmo em outras regiões do corpo, por isso a dificuldade de gravidez.

Ovários Policísticos

Causado por alterações hormonais, a SOP faz com que os cistos não sejam expelidos no período menstrual, alterando a estrutura ovariana, deixando o ciclo menstrual irregular e consequentemente gerando a infertilidade.

Miomas

Dependendo da localização e do tamanho do mioma, eles também têm grande importância na hora de engravidar. Além de causar sangramentos, dor e irregularidade menstrual, acabam atrapalhando também no momento de engravidar.

Quais exames para investigar a infertilidade feminina?

Dependendo dos sintomas e do caso de cada paciente, os exames solicitados também podem variar. Mas no geral, a princípio sempre serão solicitados ultrassom, abdominal e transvaginal, além do exame de sangue completo, incluindo dosagem hormonal.

Quais exames para investigar a infertilidade feminina?
Fonte/Reprodução: original.

Em alguns casos, também podem ser solicitadas biópsias, caso haja indicação no resultado da ultrassom transvaginal.

Como é diagnóstico a infertilidade feminina

Para fechar o diagnóstico de infertilidade feminina, depende do resultado de todos os exames, análise da paciente e de seus sintomas e queixas. Importante lembrar que a infertilidade deve começar a ser investigada apenas depois de 12 meses de tentativas. É importante que esse acompanhamento seja feito com um médico especialista em fertilidade humana. 

Tratamento para infertilidade feminina

O tratamento é realizado de forma individual, dependendo de cada caso. Por exemplo, se o problema for hormonal, podem ser indicados medicamentos para deixar os hormônios dentro das taxas consideradas normais. Já se o problema for endometriose, em alguns casos a cirurgia é recomendada, já em outros, o tratamento pode ser feito com medicamento. Cada caso é único, por isso a importância de procurar o profissional correto para acompanhar o seu caso e não se guiar pelo tratamento que uma pessoa próxima recebeu e você acredita que também possa funcionar. Fique sempre atenta ao funcionamento do seu corpo e aos sinais que ele dá, jamais os ignore!

Deixe uma resposta